Meus livros.


                           A MAGIA DOS REENCONTROS.
    
"A Magia dos Reencontros". Um romance que revela como estão interligadas, mais especificamente na nossa história, as vidas de determinadas pessoas. Como o amor tem o poder de transcender os destinos de casais, pais, filhos e verdadeiros irmãos, em essência, por várias sucessões delas.
                                                
                                                         SINOPSE.

    Serão todos os sentimentos do homem originários exclusivamente dos atributos materiais? Se assim for, que sentido teria a vida?
Alguém acredita, de fato, no fundo do seu âmago, sem a menor sombra de dúvida, que os sentimentos e emoções, mormente os mais intensos e nobres, qual o imenso amor sentido pelas pessoas, sobretudo, membros das nossas famílias, sejam meramente frutos de fenômenos neurobiológicos das atividades cerebrais?
Nossos amores que conosco estão e, um dia deverão partir, assim como todas as pessoas, serão mesmo objetos com tempos de validades e ao término deles, para sempre descartados?
Se essa for à verdade, qual o propósito de o homem viver? Seria pura e simplesmente perpetuar a sua espécie e nada mais?
Não existem provas materiais de que a vida prossegue além desta física, no entanto, um observador atento encontraria, nas inumeráveis e angustiantes circunstâncias, pelas quais passam milhões e milhões de pessoas mundo afora, no mínimo vestígios de que ela existiu antes desta e, assim sendo, não é incoerente admitir que ela continue existindo após a de então.
A vida nos mostra, de forma incontestável, que todos os eventos são reações de ações. Determinadas pessoas nascem sofrendo angustiosamente e, não raro, padecem por todas as suas vidas; como situar nesta, as ações que resultaram nestas reações.
A Magia dos Reencontros, um emocionante romance pode trazer, nos contextos dos temas abordados, reflexões sobre a vida, da forma mais abrangente possível.

           ESTRANHO DESTINO.



                                       
                                
                                              Estranho Destino.                                                                                                                                    
Pode parecer a muitos, em uma superficial análise, que irmãos consanguíneos amando-se desde crianças, seja uma triste e inconcebível anomalia, sobretudo para seguidores de algumas religiões. Para os que acreditam na possibilidade de a nossa existência não se resumir apenas nesta, e que nossos corpos sejam instrumentos do que somos em Espírito, entenderá, quem tiver a mente aberta a estas possibilidades, que circunstâncias aparentemente atípicas da vida, representem uma das inúmeras formas de se reparar equívocos pretéritos.

Em "Estranho Destino", os leitores certamente se lembrarão de casos que vão além do amor entre irmãos verdadeiros e a imensa dificuldade de entender do porque eles acontecem.
                     
                                                      SINOPSE.
  
        O amor entre irmãos é uma incomum circunstância da vida que pode induzir em quem dela tem conhecimento, sensações de incredulidade, de algo que mais se assemelha a uma aberração. Embora sendo raro, são eventos que existem sim e, a despeito das igualmente raras credibilidades a eles conferidas, têm suas razões de ser.
Na narrativa que propomos; um casal de gêmeos não idênticos e uma irmã caçula formam, movidos por forças dos seus estranhos destinos, um triângulo de relacionamentos nada compatível com os de irmãos, filhos de um mesmo pai e mãe.
Desde a infância revelavam comportamentos adversos aos laços familiares deixando, principalmente a mãe dos três excêntricos filhos, com o passar do tempo, cada vez mais atenta às atípicas maneiras de ser deles.
O que vinha sendo para ela preocupante transformou-se gradativamente em angústia, na medida em que os anos se passavam.
Percebeu claramente a partir de seus ingressos na adolescência que os gêmeos se buscam um para o outro tal e qual a dois jovens enamorados e que ainda a mais nova, embora em menor grau, também ame seu irmão.
Eles tentavam de todas as formas possíveis, principalmente os dois primeiros, ocultarem estes sentimentos da mãe querida, que há muito percebia suas naturezas e buscava desesperadamente a compreensão para os incomuns vínculos que os uniam. O inusitado fato que a afligia cada dia mais, tornou-se igualmente óbvio ao pai e as pessoas ligadas à família.
É uma dramática história de amor que envolve pais, filhos e amigos, em torturantes e anômalas circunstâncias da vida.


      O MUNDO EM QUE VIVEMOS.


                                            

                               O Mundo em que Vivemos.

A terceira obra, "O Mundo em Vivemos", é um retrato fiel do que seja o nosso país, sobretudo no contexto político.
É um gênero literário que jamais imaginei escrever um dia, porém a indignação perante a hipocrisia, o domínio dos fortes sobre os mais fracos, principalmente porque estes últimos, dominados pela ignorância, ingenuidade e, sejamos justos, pela acomodação, - apenas por um milagre deixarão algum dia de se comportarem quais marionetes, - nos levou a externar o que sentimos e o que sentem muitos outros milhares de irmãos brasileiros.

                                          SINOPSE.
    
                         

A graciosa bandeira afixada em um longo mastro ondeia distendida suavemente pela ação do vento, num inicio de tarde primaveril com o céu límpido e brilhante, ao centro de uma grande praça.  Ela é margeada, próximo de seus contornos, por árvores que exibem tão somente nesta época do ano, intensos verdes de suas folhas, e outras duas espécies que produzem, também neste mesmo período, belíssimas flores brancas e amarelas.
Sentado em um dos muitos bancos nela existentes, sinto-me por um lado, embevecido com a extraordinária harmonia entre as folhas e flores das árvores, o céu e a suntuosa bandeira, mas por outro, muito triste por não ver e sentir, no lugar onde então me encontro a mesma relação de paz, ordem e harmonia entre a Nação onde nasci e vivo, e este pequeno Oásis, parte dela, que traz em seu centro tremulando elegantemente, seu Símbolo maior. Bandeira brasileira, que um dia toda Sua Majestade reflita de fato a grandeza do país que representas!
           
                             EVAS DO NOVO MUNDO.
                                   

                                       Evas do Novo Mundo.
                                             Apresentação.  

São muitos, antigos e recentes, os registros e comentários acerca do final do mundo. Alguns deles, com alto teor sensacionalista, levaram e continuam levando pessoas incautas, umas ao pânico e outras ao suicídio.
Abundantes decifradores do tão temido final dos tempos os veem em calendários, números que indicam de forma “cabal” o fatídico evento, em citações de trechos interpretados de livros sagrados... Profecias e mais profecias.
Foram, e continuam sendo, diversas, as formas de expressarem tal ocorrência que, com os adventos cada vez mais sofisticados dos veículos de comunicações, é incutido em legiões de pessoas, não apenas a crerem nestes presságios, como também a exacerbar o temor existente, em tantas outras.
Um complicador a mais toma formas que se refinam constantemente; os sensacionais efeitos especiais das indústrias cinematográficas que exploram o tema de forma brilhante e induz em certos telespectadores, meras distrações, porém em outros, até mesmo psicoses.
O medo existe em todos os seres humanos, como forma de autopreservação, no entanto, sob determinadas condições, ele extrapola todas as expectativas.
São compreensíveis que sucessivos e aterrorizantes eventos causem nas pessoas, de modo não tão distante do generalizado, perigosos conflitos internos, sobretudo nesta época onde a ligação estreita entre os povos, o desnude do que acontece uns com os outros, com vários simultaneamente e que tais ocorrências podem chegar a todos, em tempo real, através dos noticiários.
Bom seria se pudéssemos ver a questão por apenas uma face: todos nós, sem exceção, algum dia, vivendo oprimidos por pressões psicológicas ou na paz, ou ainda de qualquer outro modo, deixaremos este mundo. É difícil de saber como ou quando, mas o fato é que, nada impedirá a nossa partida daqui.
Independente do que foi até aqui abordado, tudo sugere, nas metódicas observações globais que fazemos a probabilidade de um caos sobrevir à humanidade, e a todos os seres vivos nos tempos atuais, é potencialmente real. Basta que reflitamos sobre os irresponsáveis comportamentos de um número significante de homens, principalmente os que detém poderes elevadíssimos.
Eles demonstram com seus atos levianos e, muitas das vezes funestos, que insistem em construir um futuro sombrio, sem a menor perspectiva de viverem em harmonia uns com ou outros.
 São incontestáveis as agravantes que nos apresentam sendo que duas se desatacam: as incontidas explosões demográficas, o que eleva as desigualdades sociais, violências, a fome e misérias de todas as sortes, e a pior delas; líderes mundiais que desejam a qualquer preço se sobreporem aos demais, apresentando para isso as mais diversas e descabidas razões.
A história que apresentaremos, embora seja um conto de ficção, nos leva a deduzir que “um final dos tempos talvez não seja tão utopia” quantos alguns imaginam ser.
“Os homens sempre foram como são”, poderão argumentar, e este contrapor pode parecer não contradizer as realidades de épocas passadas ao presente, contudo, eles jamais existiram em tão grande número e com o colossal poder de se autodestruírem, como nos tempos atuais.
Advindo a sinistra tragédia, vislumbre, como ilustramos nesta obra, o recomeço em um Mundo Ditoso, ressurgido dezenas de séculos depois de um caos inevitável, onde a Paz e a Fraternidade entre “um Povo escolhido” serão fatos corriqueiros nas vidas de todos os que Nele habitarão.

 O DESPERTAR DO PRIMEIRO HOMEM.




                                     O Despertar do Primeiro Homem.        
                                                           Sinopse.

As laboriosas pesquisas científicas induziram o homem até a pouco tempo crer, que não apenas ele, mas igualmente todas as espécies vegetais e animais tiveram um ancestral comum. Às complexas metodologias nelas usadas, levou-o a deduzir que suas conclusões estão corretas, embora atualmente alguns cientistas contestem este conceito com base em evidências que vêm surgindo ao longo de novas análises.
As premissas que praticamente culminou neste entendimento, infelizmente estiveram quase sempre vinculadas aos paradigmas materiais e, são raros os pesquisadores a admitirem que fatores extras eles possam estar conduzindo, ou sempre conduziu, os conjuntos de elementos que fazem parte das suas procuras pela verdade.
Estamos longe de propor algum novo conceito ou contrapor o que se sabe ou deixem de saber acerca do tema abordado, mesmo por que não somos cientistas ou algo conexo, e sim, livres pensadores. Simplesmente, nesta condição, desenvolvemos uma narrativa fictícia, talvez não tão fictícia, sobre a existência de uma civilização oriunda desta mesma Terra, e que nela viva há muitos milhões de anos, a despeito de no presente, com um ínfimo número de membros, em relação aos seus ancestrais que aqui estiveram nas esplendorosas épocas pretéritas.
Pode estar encerrado nela e sua história, marcada pelo seu trajeto por este mundo, à compreensão de fatos que faria os investigadores da verdade, não apenas descobrir partes Dela, mas Ela da forma mais abrangente possível, se para isso ainda houver tempo.



                                LIVROS O SOL DA VIDA 

Os livros, A Magia dos Reencontros, Estranho Destino e O Mundo em que Vivemos, podem ser encontrados nas livrarias Online das lojas americanas, livraria Cultura, livrarias da Amazon, Clube de Autores, Google Book, entre outras. Já os livros, Evas do Novo Mundo e O Despertar do Primeiro Homem, apenas no Clube de Autores. Abaixo os links correspondentes a cada livraria Online:






Nenhum comentário:

Postar um comentário