Jaime D'Aquino, o escritor.

                                 


     JAIME D’AQUINO, O ESCRITOR.


Bem-vindos prezados visitantes!
Sou Jaime D’Aquino, escritor há quase duas décadas e funcionário público aposentado pelo Estado do Rio de Janeiro, na área da Segurança Pública e bem estar dos cidadãos cariocas.
Meu tempo de serviço foi muito curto, apenas onze anos e abreviado drasticamente por um grave acidente durante o cumprimento dos meus deveres legais.
Apesar de bem mais de dois anos de intensos sofrimentos, a única sequela física foi à severa perda auditiva em ambos os ouvidos, acentuado mais no direito, o que me deixou incapacitado para exercer as funções que me competia realizar, mas apto a inúmeros outros, fora da esfera que eu atuava, porém os danos morais foram irreparáveis.
Tive motivos de sobra para odiar seres humanos com raríssimas exceções. Constatei também o fundamental papel da família, esposa e filhos, visto que parentes, na minha situação em particular, são pessoas quais outras quaisquer.
Foram necessários muitos anos de reflexão para compreender que o acontecido foi parte de um dos processos da vida, e que todos, estamos de uma forma ou de outra, a eles submissos. Compreendi também que pessoas diferentes, seres humanos, na mais pura expressão do termo, existem e por eles, inspirado neles, vale a pena acreditar na vida, vale a pena o empenho que venho dedicando a Literatura na qual vejo de fato, o Sol da Vida, apesar de nada ganhar com isso, no sentido material, entretanto enriquecendo substancialmente o meu interior.
Tudo o que passei nesta existência e continuo a passar, está ilustrado, de forma compactada, no livro que estou terminado, intitulado: Helena; uma homenagem a minha querida esposa. Também no último, encerrado há alguns meses; O mundo em que vivemos; demostro de forma clara - o que evidentemente pode ser demostrado -, como é o Universo onde vivo rodeado de meus compatriotas.
Nesta obra abri uma exceção, deixei de lado por alguns meses, com muita tristeza, o gênero que amo escrever, Romances entremeadas de Espiritualidade e Ficção. Foi uma forma de expressar o que há décadas passam as pessoas de bem, de bom caráter, que vive nesta nação; rica e, ao mesmo tempo, paupérrima, nos mais variados aspectos.
Agora vivo intensamente no meu mundo familiar e no das LETRAS, os mundos que me acalenta, me impulsiona a continuar, embora as grandes dificuldades imposta pela vida.

Deixo abaixo, as apreciações dos visitantes, as capas dos livros por nós escritos, formatadas de modo mais simples possível, pois foram por nós mesmos, confeccionadas, bem como todas as diagramações revisões, enfim, tudo, exceto, em três livros: A Magia dos Reencontros, Estranho Destino e O Mundo em que vivemos, o ISBN e ficha catalográfica.
  







                 Grato a todos e, mais uma vez, sejam bem-vindos.
                                          Jaime D’Aquino.




           LIVROS, O SOL DA VIDA.





Nenhum comentário:

Postar um comentário