quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Sempre insatisfeitos.

               SEMPRE INSATISFEITOS.


É muito comum no nosso país, o Brasil, assistirmos pessoas reclamando de tudo. Emprego para muitas delas inexiste, embora haja trabalho, nas suas mais variadas e honestas formas. Pais não encontram a maioria, escolas públicas para seus filhos, principalmente as de boas qualidades de ensino.  O sistema de saúde pública igualmente deixa muito a desejar e vai por ai a fora.
Protestam contra os governos, as desigualdades sociais, transportes, insegurança... Contra tudo.
As gerais insatisfações não atingem apenas as classes menos favorecidas, mas a todas, sem exceção. É muito comum, também, as pessoas acusarem seus semelhantes pelos mais diversos infortúnios que eventualmente se abatam sobre elas, se eximindo de quaisquer responsabilidades de serem pelos mesmos, vitimados.
Deveríamos todos compreender que colhemos o que plantamos. Os destinos são decretados por cada indivíduo e, assim sendo, se em nossos caminhos encontrarmos flores ou espinhos, os mesmos foram de alguma forma, por nós, neles colocados.
Quando alguém clamar por transformações benéficas, deveria primeiramente fazê-las acontecer em seu próprio âmago!

Do livro: O Mundo em que vivemos, por Jaime D’Aquino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário